Quem conheceu Olavo de Carvalho antes de 2012 estranha a naturalidade com a qual ele admite agora que já foi astrólogo “profissional”. Até então ele manteve uma imagem de credibilidade e escondeu esse passado debaixo do inocente véu da curiosidade intelectual, como se de um mero estudo do simbolismo se tivesse tratado. Desde então muita coisa mudou, e parte significativa do passado – e do presente – de Olavo de Carvalho vazou para o público mais vasto.

O que muitos ainda não sabem é como a astrologia entrou na vida do guru, e os pormenores da sua atribulada caminhada. Para tal, voltaremos aos anos 70, quando o guru trabalhava no Jornal da Tarde.

Durante uma vulgar tarde de trabalho, em que preparava uma matéria sobre a ponte Rio Niterói, o erudito com quatro anos de escolaridade – e sérios problemas com a matemática – escreveu um artigo em que atribibuiu alguns milhares de quilómetros à conhecida ponte. Os colegas reagiram com risos e, não aguentando a pressão do ridículo, Olavo de Carvalho teve um ataque de loucura.

 

Parte deste evento foi relatado publicamente aqui :

 

https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/109826669426788

 

Por irônia do destino, o então director do Instituto de Psiquiatria Comunitária era ninguém mais que Juan Cesar Muller, psicólogo e astrólogo, especialista em peculiares tratamentos com teias de aranha e cristais…

 

Renato Pompeu foi colega de Olavo de Carvalho no hospital psiquiátrico e relatou num artigo essa passagem e o começo do envolvimento de Olavo de Carvalho com a astrologia em São Paulo.[30]

 

E finalmente o Olavo de Carvalho, que foi meu colega de internamento no hospital psiquiátrico, quando saiu do hospital, sem alta por sinal, saiu com alta a pedido porque os médicos não queriam deixar ele sair, virou o guru dos astrólogos aqui em São Paulo, começou a se envolver com seitas religiosas, vivia de explorar mulheres, teve sete, e faz mais de 30 anos que não trabalha. Então começou a se envolver com seitas barra pesada, deu uma entrevista na última página da antiga Folha da Tarde dizendo que estavam querendo matá-lo, porque na verdade ele estava numa seita que era uma quadrilha, discutiram lá por causa da partilha do saque e ameaçaram de morte. Como era conhecido como astrólogo, deu essa entrevista como se não tivesse nada a ver, dizendo que tinha descoberto coisas dessa seita e aí sumiu, desapareceu. Ninguém mais ouviu falar dele até que uns 15 anos depois ele aparece como filósofo no Rio criticando os intelectuais de esquerda por defenderem trombadinhas, metendo o pau nos que não permitem a liberdade de expressão dos racistas.[31]

Conheci o sr. Olavo de Carvalho em 1974 ou 1975, quando ambos éramos internos do Instituto de Psiquiatria Comunitária, no Itaim-Bibi, em São Paulo, capital. Ambos sofríamos de problemas mentais. O Olavo era então jornalista do Jornal da Tarde e era de formação católica, tendo pelo menos um sacerdote na sua parentela próxima. Tinha tido algum tipo de ligação com a esquerda da luta armada“.

 

Aqui temos uma prova da longa amizade de Olavo com Muller:

 

http://www.olavodecarvalho.org/avisos/psicologia.html

 

Como o dr. Müller não tinha a menor ambição teorizante e só lhe interessava a prática de consultório, e eu, ao contrário, só me sentia à vontade entre os conceitos gerais e tremia de horror ante a hipótese de viver como ele, fechado numa sala com malucos o dia inteiro, vi-me um dia na obrigação de tentar apreender e expressar os princípios subjacentes que o orientavam nessa prática, princípios que ele jamais buscara esclarecer nem mesmo para si próprio.

Daí resultou, numa série de mais de cem encontros no seu consultório ou na sua casa no Parque da Cantareira, em São Paulo, um verdadeiro curso de psicologia, sustentado pelas leituras que ele me recomendava, abrindo-me os horizontes de um dos períodos mais férteis na busca do ser humano pelo autoconhecimento, a primeira metade do século XX europeu.”

Foram mais de 100 encontros, como o próprio Olavo afirmou. Juan Cesar Muller enxergou em Olavo um grande potencial para o estudo da filosofia(gnose) e dos astros. Essa ligação rapidamente deu frutos e logo desenvolveram juntos um curso de extensão universitária em Astrologia, para formandos em Psicologia.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Juan_Alfredo_C%C3%A9sar_M%C3%BCller

Por indicação de Juan Cesar Muller, Olavo se tornou membro da Associação Brasileira de Astrologia. Pouco depois, após o desaparecimento de recursos da entidade, ele foi afastado, mas a sua pertença ficou registrada.

http://www.astrologia.org.br/Sobre-a-ABA/Astrologia-no-Brasil

 “DECLARAÇÃO BRASILEIRA SOBRE ASTROLOGIA, ancorada nos princípios defendidos pela ABA e redigida em seu texto final pelos astrólogos Olavo de Carvalho, Vera Facciollo e Juan Alfredo César Müller. “

 

Apesar da instabilidade emocional, Olavo se aprofundou cada vez mais nas artes do oculto, desde a alquimia, passando pela macumba e pelo candomblé, até a astrologia.

Olavo fundou então a Escola Júpiter, organizando vários colóquios. Apesar dos problemas criados na curta passagem pela Associação Brasileira de Astrologia, a Escola Júpiter se associou à ABA para disseminar a astrologia e demais ciências do oculto no Basil :

 

Fonte: https://espacoastrologico.org/astrologia-no-brasil/

 

 “Os astrólogos presentes elaboraram uma Declaração de Princípios referente à Astrologia no Brasil, em doze itens. Com o objetivo de buscar uma nova linguagem para o atendimento, ensino e divulgação, surge no cenário a Escola Júpiter de Astrologia, em SP (1979), que mantém serviços de consultas, cursos regulares e edita três números da Revista Júpiter durante seu primeiro ano de funcionamento.

A Escola Júpiter, como outras escolas, organizou seminários, eventos, palestras tais como o Pequeno Seminário de Astrologia (fev/79) e o Segundo Seminário de Astrologia (set/79). O pioneirismo da Escola Júpiter – fundada por Olavo de Carvalho, Mary Lou Simonsen e o autor destas linhas – foi ter sido a primeira escola de astrologia brasileira que promoveu a vinda de um astrólogo estrangeiro para um evento: Boris Kristoff (Paraguai).”

Seu envolvimento com a astrologia não foi ocasional, chegando o então “Astrólogo dos Marinho” a criar uma nova disciplina designada “Astrocaracterologia”, uma astrologia mais avançada nas palavras do próprio criador. Pouco depois, em 1989, fundou a Sociedade Brasileira de Astrocaracterologia, que durou alguns anos antes de ser encerrada.

Fonte: https://www.infoplex.com.br/perfil/cnpj/61364881000114

https://espacoastrologico.org/o-carater-como-forma-pura-da-personalidade/

 

Leiam com atenção esta parte da dedicatória do texto “O Caráter como forma pura da Personalidade” e retenham os nomes citados:

 

 “Agradeço de todo o coração a Márcia Fonseca, a Meri Angélica Harakava, a Henriette Aparecida da Fonseca e a todos os membros da Sociedade Brasileira de Astrocaracterologia (SBA), de São Paulo e do Rio de Janeiro, sem cuja colaboração este livro não teria sido escrito nem publicado.”

 

O envolvimento de Olavo de Carvalho com a astrologia, ao contrário do que muitas versões da sua vida fazem crer, não acabou em 1989. Uma aluna e amiga, Katia Ripani (especialista em astrologia e tratamento com cristais como Juan Cesar Muller), afirmou que Olavo ainda dava aulas de astrocaracterologia em 1992:

 

Fonte: http://katiaripani.com.br/sobre-a-katia

 

“Ainda menina, fascinada pelo Céu das Constelações e do Zodíaco, Katia iniciou seus estudos de Astrologia na extinta Escola Júpiter de São Paulo em 1979 e não mais parou, vindo a reencontrar seu professor, o filósofo Olavo de Carvalho, em 1992, na Sociedade Brasileira de Astrocaracterologia, onde se aperfeiçoou. “

 

Portanto, há provas materiais de que Olavo exerceu a profissão de astrólogo por pelo menos 13 anos, algo bem diferente do que ele afirmava até 2005, quando negava qualquer exercício da profissão de astrólogo e rebatia as acusações de que fora explicando que apenas estudou a astrologia para compreender melhor o simbolismo medieval.

Há razões para crermos que o exercício da profissão de astrólogo continuou por muito mais tempo. Em 1996 Olavo ministrou um curso de “Alquimia” onde abordou a astrologia, a magia e outros ensinamentos ocultos. Seleccionamos um pequeno trecho onde Olavo / Sidi Muhammad ensina a curar “uma dor de cabeça” como um cristão tradicional.

 

Porque o seu corpo existe vivo e mexe em outros corpos. Por ex.: gato cura dor de cabeça! Como faz? Você olha o gato colocando o olho nele de tal maneira contra a luz de modo que você veja o fundo (que parece uma lua). A hora que a luz bater lá e você olhar, a dor de cabeça pára. E o gato dorme quinze horas seguidas. Isto é magia. A definição de magia é você operar defeitos físicos através de imagens, através do olhar. Existem remédios para isso por via cutânea, sublingual, anal etc..  Eu estou dando um remédio por via visual!

 

                   Fonte:

                   http://libertoprometheo.blogspot.pt/2016/12/brasil-paralelo-dor-de-cabeca-de-joyce.html

 

                    É algo bizarro, mas esta foi apenas mais uma ocasião onde Olavo de Carvalho revelou as suas habilidades mágicas com gatos. Voltaremos à temática felina mais adiante, ao abordarmos a Tariqua Mariamyya e seu mestre, Frithjof Schuon.

Convém lembrar que Olavo de Carvalho / Sidi Muhammad Ibrahim afirmou recentemente ao público que se converteu ao cristianismo em 1986, quando saiu da Seita Tradição, contradizendo outras duas versões da tal conversão: uma que a situa em 1987 (ano em que foi expulso da Tariqua Mariamyya) e outra que aponta para 1989.

Olavo, sendo assim, é um caso único dentro do universo cristão pois, se não mentiu sobre a conversão, então continuou a ensinar astrologia e alquimia por um período mínimo de três após se tornar cristão…

 

Aqui, num texto publicado em fins de 2016, para darmos mais um exemplo de como Olavo de Carvalho de enredou numa trama de mentiras que aperta à medida que é obrigado a inventar mais estorinhas para continuar a viver da farsa, afirma que largou a Astrologia em 1979, sem se preocupar com o facto de que até pouco tempo antes ele negava veementemente o exercício da profissão de charlatão, ou melhor, astrólogo:

 

http://www.midiasemmascara.org/artigos/cultura/16851-2016-12-03-23-34-33.html

 

     “Falsifica completamente ao dizer que “atuo na área da astrologia” profissão que larguei há exatos TRINTA E SETE ANOS, decerto bem antes do nascimento do autor dessa porcaria. Omite todos os elogios feitos à minha obra por escritores e filósofos de fama mundial, e sai ciscando críticas até em figuras insignificantes como o Rodrigo Cocô e um engenheirinho de Boston que ninguém sabe quem é. E assim por diante. Não adianta consertar. A merda volta de novo e de novo e de novo. “

                 

 

Notas adicionais:

 

Olavo de Carvalho, como o próprio afirmou, foi membro do Partido Comunista. O que ele jamais disse é que a sua especialidade era a destruição de reputações, e que exerceu essa função com zelo notável.

 

Para além dos episódios de bruzaria e loucura já citados, vale a pena citar o bizarro episódio envolvendo a famosa Barca Egipcia. Este acontecimento teve lugar no apartamento citado por Liana Dines no processo contra Sidi Muhammad Ibrahim/Olavo de Carvalho. Determinado a transmigrar, Olavo de Carvalho construiu uma Barca Egípcia no porão do apartamento. Na presença da família e dos amigos, Olavo se despediu e a porta foi selada com tijolos e cimento. Passados dois dias o guru ainda não tinha transmigrado e o desespero causado pela sede e pela fome o levou a concluir que algo tinha falhado, desistindo do intento, porém, provando as suas capacidades enquanto pedreiro, Olavo não conseguiu deitar a parede abaixo. Aos gritos de agonia, seus amigos e familiares responderam, mas não conseguiram deitar a muralha abaixo. O estranho episódio envolvendo Olavo de Carvalho, que graças a isso conquistou títulos imponentes como “Transmigrador Metanóico” e “Faraó de Pinheiros”, acabou com uma intervenção do Corpo de Bombeiros e uma parede derrubada.

 

A Barca Egípcia é citada em:

 

https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/109826669426788

 

http://perolasdanovadireita.blogspot.pt/2014/08/pior-que-um-idiota-so-um-idiota-65.html

 

http://orkut.google.com/c36150368-t8116cce8f08725bf1bc8910a503e98a5.html

Advertisements